Revista de Turismo do Nordeste

, / 0

Viagem pela Europa: Diário do leitor

SHARE

Adoramos viajar. Já conhecemos muitos países naquele ritmo “en passant” (de passagem), mas faz alguns anos que preferimos dar mais tempo em cada lugar; conhecer um pouco a cultura e a vida da região.
Nessa ultima viagem fomos passar 40 dias na Europa, para sentir o clima de natal e ano novo, e aproveitar o inverno. Como levamos nosso filho e nora, fizemos um roteiro turístico por Amsterdan, Londres e Paris, mas à inersão a vida francesa ficou por conta de Clermont Ferrant. Uma cidade de aproximadamente 190 mil habitantes, situada no maciço central, sem muitos pontos turísticos importantes, exceto a beleza da cadeia dos vulcões da região Puy de Dôme.

Recebemos um grupo de amigos no chalé a noite, para degustarmos a típica Raclette (prato a cara do inverno com queijos derretidos, molhos, batatas, boas conversas e bons vinhos).

Passamos o natal na casa de uma família típica francesa. Casal, filhos, noras e avô. Foi impressionante o ritual do jantar. Passamos 4 horas e meia a mesa, serviram aperô, entrada, jantar, salada e queijos, sobremesa acompanhados por vinhos típicos da região. E no final serviram o café em homenagem aos nós, brasileiros. Super bacana.

No ano novo, convidamos vários amigos e celebramos em casa com nosso jantar tradicional, Perú, strogonoff ao champions e farofa crocante, que foi o sucesso da festa. E no final, receita para todos. Antes da contagem regressiva, colocamos o hino nacional no telão e até os franceses entraram no ritmo.

Eu e meu marido sempre paramos nessa cidade, pois temos um grande amigo que mora lá e aproveitamos para descansar, recarregar as energias e viver a vida deles, como: fazer a feira aos domingos, ir a pé até a padaria e fazer aquele tradicional petit déjeuner com baguetttes e croissants, etc.
Almoçamos às vezes na faculdade que nos remete ao tempo de universitários, vamos ao cinema, ficamos horas e horas nas livrarias, fazemos as tarefas domesticas com um prazer diferente, tal vez o clima, nos deixe mais dispostos, compramos flores como eles fazem de costume e elegemos a E.Leclerc como nosso melhor local para fazer as compras. Inclusive foi onde compramos a nossa árvore de natal, pinheiro natural.

Dessa vez, aproveitamos a neve e alugamos um chalé em Super-Besse, em Mont D’or. Foi simplesmente espetacular. Sandro, Lia e Mário passaram dois dias seguidos esquiando. Ainda tentei esquiar, mas levei muitos tombos, mas valeu a pena. Aquela alegria era contagiante. Gente bonita. Famílias inteiras esquiando desde crianças pequenas aos avós. O cheiro de chocolate no ar e das comidas regionais realçava a fome e o charme da montanha.

Os meninos gostaram tanto dessa vivência, que no final, estavam dirigindo para todos os lugares e se adaptaram muito bem aos costumes locais. Encantaram-se tanto com a educação que já planejam passar uma temporada para aperfeiçoamento da língua e estudos acadêmicos.

PASSWORD RESET

LOG IN